domingo, 27 de novembro de 2011

"A Caminho"
"Vinde, vinde, ó desejado
nascer em meu coração;
tomais dele inteira posse,
tende-o na Vossa mão".

É o tempo solene e sagrado do Advento.
É este tempo favorável, em que (re)começa uma história de amor inaudita e irrepetível entre Ele e mim próprio. É esta renovada oportunidade de me fazer tenda, fazer morada, fazer casa, onde Ele nasce, Ele vem, Ele permanece...
É o tempo do desejo profundo e sincero de Deus; tempo da vontade forte e derradeira para que o Salvador escolha cada um dos nossos corações para neles habitar, os ter nas Suas mãos...
Abre-se a terra, de novo, e germina o Redentor; as nuvens chovem do alto e ressurgirá, glorioso na simplicidade, rico na pobreza, magnificente no despojamento, omnipotente na omni-impotência, poderoso na fraqueza, Aquele que mudou, muda e mudará definitivamente a História. A minha. A tua. Se quisermos e deixarmos...
Atentos, vigilantes, ousados e audazes, decididos a rumar até ao Presépio, eis o nosso destino.
Sem medos das luzes fortes dos holofotes do mundo, sem receios das «estrelas» enganosas que intentam seduzir o coração, sem vergonha de escolhermos a simplicidade e a verdade como companheiros de «viagem», partamos, desde este primeiro dia de Advento, com a vontade daquele Encontro...
Sim, é de um Encontro que se trata. Nada mais do que um Encontro. Mas nada menos do que esse Encontro... com Deus. Com a Vida. Com a Paz. Com a Eternidade. Envolta em panos e prostrada numa manjedoura! Paradoxo indescritível! Bênção indizível. Abraço definitivo...
A caminho...
A caminho, homens de boa vontade, porque um Deus feito Criança está à nossa espera...
A caminho, porque o mundo precisa que lhe digamos que um Menino nasce para nós, um Filho nos é dado...
A caminho... até Deus.

12 comentários:

  1. Também, eu, quero muito fazer Caminho, pondo- me A Caminho para o Encontro com o Menino.
    Peço-Lhe que me ajude a viver este Advento na simplicidade, na verdade e na Paz.

    Prior, Bem Haja por tudo o que tem representado e representa no meu caminhar.

    JR

    ResponderEliminar
  2. A Caminho....
    Todos os anos pensamos nisto: esta é a altura, é o momento de eu encarrilhar, de eu me reconciliar com Deus. Tenho andado tão afastado...vou-me preparar nestas semanas para o Natal.
    Mas aí chegam as euforias das compras, as lojas, as tentações, os amigos, as combinações, os almoços, os colegas, os pensamentos “o que é que eu vou comprar para ela...o que é que eu vou comprar p´ra ele ?” e Jesus vai sendo adiado, vai ficando cada vez mais distante. Passam as semanas e, quando chegamos ao fim, chega o grande dia, onde finalmente vamos festejar com a nossa família (dia 24, dia 25) e lá estamos todos contentes. “Afinal não consegui bem aquilo que queria, até houve uma ou duas semanas que não fui à missa. Mas não houve tempo ! E Deus sabe que é verdade. Mas em contrapartida, fizémos um presépio muito bonito lá em casa ! P´ro ano vai ser um pouco diferente, vou arranjar tempo, mas este ano...foi impossível.”
    Faz-me lembrar as mulheres que todos os anos pensam: este ano é que eu vou emagrecer para o Verão, vou fazer dieta ! Mas nunca emagrecem. Fica sempre para o ano....
    O Caminho....aquele que tinhamos de seguir, como uma escada bem bonita, não chegámos a percorrer ! Que coisa mais bela podemos nós fazer nesta e em todas as alturas do ano: construir um lindo presépio no nosso coração. É isto que eu tento fazer todos os anos. Não sou perfeito. Falta sempre tanta coisa. Mas o presépio, no dia 24, está pronto. Mais marreco, menos marreco, mas está pronto.
    Estou aqui a falar (a escrever...) e ontem (dia 27 às 19horas) ouvimos uma homilia lindíssima em Carcavelos, que nos disse muito mais do que tudo isto, uma homilia com coisas que se calhar não queremos ouvir, mas eram verdadeiras, tocaram-nos bem fundo.
    Cristo tem este ´dom´ de nos cativar com as palavras do Padre António. E foi um Cristo bem forte que falou, que nos deixou a meditar, que nos encheu a nossa alma. Obrigado por si, por tudo, por tanta coisa bonita que deixa entrar nos nossos pensamentos.
    Depois só falta fazer a passagem...para o coração. Há quem consiga...há quem não consiga, e há quem tentou.
    Só uma nota: foi arrepiante, foi lindo ver aquela igreja sem um lugar para pôr um pé. Se todos ouviram o que o padre António disse ? Ah isso só Deus sabe. Mas alguma coisa ficou, para outros...ficou tudo. Só falta deitar `mãos à obra´. A primeira vela já se acendeu...

    ResponderEliminar
  3. Uma espera que por mim é feita de um modo diferente,uma espera de receber Jesus em mim com uma maior intensidade,através do bem que eu possa fazer,do bem que eu possa dar, esquecendo tanta coisa que ofusca a vinda maravilhosa de Jesus.Quantas pessoas se detém a pensar que estes dias de espera, são para nos prepararmos interiormente para O receber? Quantas vezes eu já tive vontade de procurar se já compraram um presente para Jesus,é que nós estamos à espera da Sua vinda em nossas casas,em nossos corações e se não o deixarmos entrar, então não vale tanta luta,não vai ser Natal,vai ser uma festa como outras.
    Como diz o Sr.Prior,todos a caminho"porque um Deus feito criança está à nossa espera...que O consigamos receber, com um coração novo,cheio de amor

    ResponderEliminar
  4. "«Apetece» avançar mar dentro
    «apetece» caminhar sobre as ondas, na leveza e imensidão com que esse lago se nos apresenta...
    Passemos para o lado de DEUS".
    Padre António, Suas Palavras,Sua carta, conduz-nos para o caminho até Deus,para o caminho do céu ,bem ao nosso lado,como sempre o tem dito,com o seu coração que a todos abrange.

    ResponderEliminar
  5. Na noite dos tempos brilhou a luz!...e brotou vida.
    A vida cresceu e conquistou os mares,a terra, e os mares.
    A flor da Vida é o Amor .
    O Criador depositou essa flor no coração dos homens e das mulheres.
    Tudo isto foi feito por Deus,com muita ternura e é muito bom.
    mas os homens e as mulheres deixaram que as trevas invadissem os seus corações.
    Instalaram-se: a inveja,e a vingança,a tristeza e as discórdias,as confrontações e as guerras,o terror e a fome
    DEUS não se deu por vencido.
    Durante longo tempo preparou a humanidade.
    Foi o tempo da espera,o tempo de humildade, o tempo da purificação o tempo da procura,o tempo da fé.
    O tempo da gestação
    O tempo de dar à LUZ
    Foi a travessia do deserto,o tempo do Advento!
    Chegando à plenitude dos tempos...
    DEUS enviou Seu Filho,nascido de uma mulher.
    Cheios de alegria celebraremos a Vida com Jesus e Maria
    Maranatha!
    Vem Senhor Jesus.
    (NenoRodrigues)
    Nossos corações Te esperam escancarados, como diz o nosso,vosso Prior.

    ResponderEliminar
  6. "Toma a minha vida, fá-la de novo..."

    ResponderEliminar
  7. A Paróquia de Carcavelos estava repleta,só podia ser...
    Que feliz eu fico em ler esses comentários e ao mesmo tempo muito triste, de não poder comungar esses momentos tão fortes, de Cristo,mas é mesmo assim, à muito gente a precisar do que eu precisei,de sentir que só no caminho de Jesus nós poderemos ter a nossa plenitude,a nossa felicidade ,é algo que se sente bem dentro e difícil de explicar .
    Padre António muitas Felicidades e que esse coração sinta a Paz que tanto merece.
    Bem-haja

    ResponderEliminar
  8. Vamos! :)
    todos os dias devemos preparar o nosso coração - abri-lo - para que o Milagre do Natal tenha espaço para se revelar à Vontade de Deus. Como diz São Paulo "Nunca os olhos viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou, os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam."
    Obrigada Pe. António por nos lembrar sempre que só este Caminho vale a pena e nos transmitir a certeza de que qualquer outro não tem interesse nenhum porque não nos pode trazer a dignidade, a liberdade e a felicidade do Amor de Deus.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Sr. Padre António,
    Encontrei o Seu Blog (por acaso? nada é por acaso) e entrei apenas para lhe transmitir o quanto lhe estou grata por me ter ajudado a encontrar Cristo quando Pároco na Paróquia de AMMM, onde deixou muitas sementes a desabrochar…
    Guardo as suas homilias como referência.
    Que Deus o continue a iluminar para que muitos outros sigam o seu exemplo.
    Bem-haja.
    Santo Advento.
    Emília Simões

    ResponderEliminar
  10. Coroa do Advento
    Circular, símbolo do amor de Deus,que é eterno,sem princípio e sem ter fim.
    União entre Deus e as pessoas, como uma grande "Aliança" com as suas velas, que sem luz nos recorda o pecado, e que à medida que vamos acendendo e tendo mais luz, nos vamos purificando para receber o Senhor Jesus em nossos corações renovando-nos e nos dando um coração novo.

    ResponderEliminar
  11. O fundo do blogue... uma praia... à noite ,onde as nuvens pairam carregadas,transportando para as águas toda a sua turbulência,assim como nós no Advento, com os nossos corações carregados com o pecado e muitas coisas que vamos fazendo sem nos darmos conta ... mas a Luz vai entrando devagarinho,rompendo, para que à chegado do Senhor, nos encontre de Espírito novo,renovado de uma claridade tão grande que ofusque, tudo aquilo que a sociedade nos quer propor, que é efémero,vazio e não nos dá felicidade.
    Vinde Senhor Jesus,nossos corações TE esperam... uns mais cientes que outros,mas Tu Jesus, te encarregas de os conquistar para TI.

    ResponderEliminar
  12. caro amigo,
    estou nesta caminhada contigo. ainda que em latitudes muito diferentes. que bom termos esta possibilidade de comunicação. tanta coisa boa se pode fazer. parabéns pelo que escreves. fico contente. também me ajuda na caminhada. é força e alento.
    deixo-te um abraço virtual na esperança de em breve te poder dar um real, verdadeiro.

    ResponderEliminar

Web Analytics